Olha o que o amor me faz

Ficar preocupada quando não tem noticias, imaginar coisas ruins e chorar com a possibilidade de perder. 

Sentir medos de coisas fúteis e ganhar coragens absurdas.

Criar dramas, viver dramas.

Sentir saudades, contar segundos.

Reviver momentos ao ouvir músicas.

Imaginar momentos antes de dormir.

 Sonhar com vida, viver um sonho. Misturar o sonho com a realidade.

Aceitar coisas, abrir mão de coisas.

Sentir um perfume e sorrir.

Querer fazer moradia em um abraço.

Querer sempre mais um minuto.

Dividir o sorvete.

Deixar o futebol de lado de vez em quando.

Remarcar compromissos.

Desativar a internet do celular.

Assistir filme idiota.

Segurar a emoção pra não demonstrar fragilidade. 

Demonstrar sentimento. 

Dizer “eu amo você”, “senti saudades”.

Fazer pedidos.

Dormir junto.

Planejar um futuro, viver um presente, lembrar do passado.

Sentir ciúmes, ansiedade. 

Ter malicia e maldade. 

Roubar moletom.

Fazer comida.

Criar limites, abandonar limites

Se apaixonar pela mesma pessoa, todo dia. E, ao invés de enjoar, querer sempre mais.

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *